VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Todos os lançamentos e opiniões cuja categorização não caiba nos sub-fórums alfabéticos permanecem aqui.
User avatar
Leto
Manifesto
Posts: 83
Joined: 05 Sep 2009 17:21
Location: Amadora
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Leto » 20 Nov 2011 19:30

Well, acho que todos os autores, principalmente os menos apreciados (like me, Carina xD), gostam de ouvir críticas que os ajudem a evoluir. Eu pelo menos gosto, e não as tenho por aí além, que normalmente as pessoas andam sempre muito ocupadas para se dar a esse trabalho. Por isso sou toda ouvidos ^_^

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Anibunny » 20 Nov 2011 20:11

Leto wrote:Well, acho que todos os autores, principalmente os menos apreciados (like me, Carina xD), gostam de ouvir críticas que os ajudem a evoluir. Eu pelo menos gosto, e não as tenho por aí além, que normalmente as pessoas andam sempre muito ocupadas para se dar a esse trabalho. Por isso sou toda ouvidos ^_^


Pessoalmente acho que a prosa está carregada de florismos, coisas desnecessárias e os diálogos são forçados. Por exemplo

– Se me quiser seguir, mostrar-lhe-ei algo por que se irá apaixonar – declarei, escondendo o sorriso que senti, delicioso de prazer, florir nos meus lábios e brilhar nos meus olhos de esmeraldas cadentes. Ao fim de tanto tempo, era só a sua voz que desejava ouvir, o seu canto acetinado.
– Ao que se refere?
– Limite-se a seguir-me e revelar-lho-ei.


Ninguém fala assim e a prosa cheia de adjectivação é um big no-no. Depois supostamente há uma história, mas concentras-te tanto no raio do português e na escrita que no fundo não há história. É um conjunto de palavras acetinadas, bonitas envolvidas num papel de veludo que se espremer não há sumo. Terror tem de meter as pessoas a vibrar, não a morrer de tédio com os adjectivos sucessivos. Parace tudo artificial, irreal. Mas é um problema que eu noto na tua escrita, sempre o mesmo tipo de prosa com o mesmo tema. Tenta escrever um conto cor-de-rosa com happy ending, ou qualquer coisa silly/ nonsense, coisas bem dispostas! Um conto com zombies que em vez de quererem brains, querem outra coisa estúpida! Just for fun and giggles!

Já agora linko-te a este fabulastico artigo da Wiki: http://en.wikipedia.org/wiki/Purple_prose

User avatar
Leto
Manifesto
Posts: 83
Joined: 05 Sep 2009 17:21
Location: Amadora
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Leto » 20 Nov 2011 20:33

O conto já foi escrito há quase 4 anos (eu sei que não é desculpa), e durante todo este tempo tenho tentado resolver o problema da adjectivação na prosa... mas sem grandes resultados, acho. E quanto mais pequeno for o texto, mais adjectivação lhe ponho, o que é horrível. Há quem lhe chame estilo próprio, mas quem lê o mesmo tipo de livros que eu põe-lhe também esse defeito. Acho que preciso de ler mais, felizmente agora vou ter tempo para isso.

Quanto ao terror... nunca escrevi o conto com intenções de "assustar" alguém, nem sabia que o Roberto o ia colocar nesse género. Quando o soube, no blogue "Que a Estante nos Caia em Cima", fiquei: :blink: . E nisso tens toda a razão, é muito difícil um texto floreado ter um efeito de terror no leitor. Mas obrigada por todos os conselhos, a sério. Vou tentar escrever contos menos "escuros" e com uma linguagem mais normal ^_^

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Bugman » 20 Nov 2011 23:47

Pois a Ani jogou na antecipação.

Para conto, conta coisa pouca. Um conto não se quer necessariamente envolto numa cortina de desconhecimento e quer-se que seja mais para o curto. As adjectivações excessivas não ajudam a encurtar, antes pelo contrário. As frases que intercalam os parágrafos, se fores a reler, apenas acrescentam volume ao texto, não conteúdo.

Para ler o que se quer mais de um conto recomendo dois autores: Miguel Torga e O. Henry. Não serão autores de género, mas a boa escrita não tem género.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Leto
Manifesto
Posts: 83
Joined: 05 Sep 2009 17:21
Location: Amadora
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Leto » 21 Nov 2011 09:58

Compreendo. Na altura em que o escrevi, a ideia era considerá-lo algo como uma mistura de conto com poesia, daí a existência dessas frases intercalares. E penso que também é por isso que surgem os defeitos apontados.

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Anibunny » 21 Nov 2011 10:17

Leto wrote:Compreendo. Na altura em que o escrevi, a ideia era considerá-lo algo como uma mistura de conto com poesia, daí a existência dessas frases intercalares. E penso que também é por isso que surgem os defeitos apontados.


Pessoalmente não me preocupo tanto como está escrito, mais com o que posso retirar da coisa, o suminho de laranja. Quando recebemos uma prenda com um embrulho muito giro, ficamos todos contentes e esperamos algo mais, então verificamos que o conteúdo da caixa está vazio e ficamos chateados :) O mesmo com a literatura. Pode ser poética, linda muito bem escrita mas não pode cair numa caixa vazia/ oca ;) Ou pelo menos não aceitar o facto que o leitor/ receptor é um bruxo que adivinha o que queremos atingir :bbde:

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Bugman » 21 Nov 2011 10:20

Nao sao as quebras ou as pausas em si. O conto do Joao Ventura também vem dotado de pausas e foi apreciado pelos (até agora) dois comentadores.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Leto
Manifesto
Posts: 83
Joined: 05 Sep 2009 17:21
Location: Amadora
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Leto » 21 Nov 2011 10:42

Bugman wrote:Nao sao as quebras ou as pausas em si. O conto do Joao Ventura também vem dotado de pausas e foi apreciado pelos (até agora) dois comentadores.

Ah, não me referia só às pausas, mas também ao facto de tentar dar-lhe um tom poético (com os floreados e afins), tal como a Anibunny referiu ^_^. Um exagero que prejudicou a história em si, que poderia ter sido mais aprofundada.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby vampiregrave » 30 Nov 2011 14:36

Deixo aqui a minha breve crítica:

Roberto Mendes, responsável pela revista Dagon, traz-nos mais uma iniciativa dentro do Fantástico. O conceito é simples: juntar na mesma publicação o trabalho daqueles que dão agora os seus primeiros passos no mundo da escrita, com o de autores mais reconhecidos, tais como Afonso Cruz e Luis Filipe Silva, proporcionando assim uma diversidade capaz de agradar a um leque mais alargado de leitores.
O formato acarreta, no entanto, algumas desvantagens, entre as quais se destaca uma discrepância considerável na qualidade dos contos. Os autores mais inexperientes, talvez pela ânsia de fazer passar uma mensagem, de tornar evidente a simbologia de determinado evento, acabam por debitar informação directamente, retirando todo o encanto à sua história. A grande maioria dos contos incluídos na antologia apresenta uma ideia-base sólida, mas nem todos conseguem executá-la de forma competente, comprovando que não basta conceber algo na nossa mente, é também necessário saber dar vida ao que imaginamos.
Não obstante a oscilação na qualidade, a Vollüspa contém vários contos bem conseguidos. Se das faces mais conhecidas isso seria expectável, a verdade é que alguns dos novos autores conseguem surpreender pela positiva e, através de uma aparente simplicidade da narrativa, mostram como é possível aproveitar as potencialidades do conto e deixar uma forte impressão no leitor.
Gostaria apenas de deixar uma nota final. Ao longo dos últimos anos o fantástico tem vindo a ganhar visibilidade no nosso país, em parte devido ao sucesso internacional das obras de Tolkien, Rowling e Martin, mas também devido a projectos realizados por pessoas ligadas ao apelidado “fandom” que, embora não isento de conflitos, revela uma paixão genuína pelo género. Graças a esse trabalho, a quantidade de publicações e eventos tem vindo a aumentar. Creio, pois, que estes desenvolvimentos abriram uma oportunidade única para educar os leitores, mostrando-lhes que o Fantástico está longe de se limitar ao que se pode encontrar nos títulos mais recentes, assim como para contribuir para uma melhor produção nacional dentro do género, aumentando o grau de exigência ao invés de divulgar indiscriminadamente o trabalho de autores portugueses. Falta espírito crítico no meio, especialmente por parte dos próprios autores, alguns dos quais beneficiariam da leitura desta antologia, dado que nela poderão verificar como é possível impressionar o leitor através de uma ideia bem concretizada, mas também como é fácil desiludi-lo com uma execução medíocre.


Preferi não me alongar relativamente aos contos, os comentários mais específicos enviei directamente ao Roberto. Mas terei todo o prazer em discutir aqui. Quanto à nota final, sinceramente, acho que é tempo de aumentar o nível de exigência, tanto para bem dos autores, como de nós leitores.

User avatar
Leto
Manifesto
Posts: 83
Joined: 05 Sep 2009 17:21
Location: Amadora
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Leto » 30 Nov 2011 15:49

Eu cá estou sempre livre para receber críticas que me ajudem a melhorar, não as tenho todos os dias. Por isso, sou toda ouvidos ^_^

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby vampiregrave » 30 Nov 2011 16:14

Leto wrote:Eu cá estou sempre livre para receber críticas que me ajudem a melhorar, não as tenho todos os dias. Por isso, sou toda ouvidos ^_^


Então nesse sentido convido-te a participar no debate que iniciei aqui. Seria útil a tua opinião como autora. Que aspectos achas que te poderiam ajudar a desenvolver a tua escrita?

User avatar
Leto
Manifesto
Posts: 83
Joined: 05 Sep 2009 17:21
Location: Amadora
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Leto » 30 Nov 2011 16:17

Muito bem, vou já lá ter :mrgreen:

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Anibunny » 30 Nov 2011 19:23

Bem here's my 5 bucks:

http://illusionarypleasure.blogspot.com ... tinha.html
Falta apenas um conto, mas já dá para ter uma noção

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Thanatos » 30 Nov 2011 19:42

Anibunny wrote:Bem here's my 5 bucks:

http://illusionarypleasure.blogspot.com ... tinha.html
Falta apenas um conto, mas já dá para ter uma noção

Hummm eur diria que a tua noção de boom difere substancialmente da minha. :P Isso ou sabes de algumas publicações que não conheço.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: VOLLUSPA - Antologia de Contos de Literatura Fantástica

Postby Samwise » 02 Dec 2011 00:04

Anibunny wrote:Bem here's my 5 bucks:

http://illusionarypleasure.blogspot.com ... tinha.html
Falta apenas um conto, mas já dá para ter uma noção



• A personagem principal lê-se Damien... juro que todas as vezes que lia o nome esbofeteava-me porque pensava sempre na palavra “Daemon”. Problema nº 2: eu sei que Júlio não é propriamente um nome sexy, mas Damien? Ora e nomes portugueses, não podem vir incluídos no menu?


A associação fonética não é descabida, e a escolha desse nome poderá ter tido a ver com isto:

Damien Thorn is the main fictional character and the main antagonist in The Omen series. He is the Antichrist and the son of the Devil.

(...)

Name etymology

The name "Damien" sounds vaguely like the English "demon", but is not at all etymologically related (meaning "he subdues").[1]

Since the original Omen movie, Damien has become a name with powerful evil connotations,[citation needed] despite the fact that historically it is associated with many saintly figures. Damien is the French form of the English name Damian (Latin Damianus), popular as the name of a martyred Christian saint of the third century (see Saints Cosmas and Damian). Another prominent Damien was Father Damien of Hawaii, who died while establishing leper colonies there. Damien is also the first name of Father Karras in The Exorcist.


Daqui.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -


Return to “Vários”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 4 guests

cron